Policiais do BOPE realizam visita a menino que sonha em ser policial

Um sonho de criança que se torna real, assim podemos definir a visita que policiais militares da Força Tática do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar fez à família de Leandro Sampaio, 08 anos, na tarde de quarta-feira, dia 11, no bairro Pérolas do Rio Branco.

 

Para Tiane Sampaio já é rotina ver seu filho sair correndo para a porta sempre que avista uma viatura da Polícia Militar. Mas uma em especial é a sua favorita: a viatura do BOPE. "Sempre que ele vê a viatura do BOPE corre para a porta, presta até continência para os policiais” afirma.

Na noite de terça-feira, dia 10, Leandro se machucou e precisou fazer raios-x, no hospital da criança. Para animá-lo a mãe resolveu procurar batalhão para levar uma cartinha que ele havia escrito, a qual havia escrito sobre seu sonho de um dia se tornar um membro do Batalhão.

Na tarde desta quarta-feira, ao avistar a viatura, o menino correu para acenar como é de costume. Ele só não imaginava que o motivo desse patrulhamento especial fosse para ele. O tímido Leandro apenas sorria e parecia duvidar do que via quando a guarnição da FT-13 composta pelo sargento Alaércio Bezerra e pelos soldados Gleydson Cardoso, Luan Dinelly e Diego Silva, pararam em frente à sua casa. Ao chamarem pelo seu nome, perguntando sobre a carta ele disse ter escrito, o menino confirmou, mas mencionou também que pensava que os policiais não iriam visitá-lo.

O senhor Sebastião Crisostomo Sobrinho, 64 anos, pai do menino, não conteve a emoção e recebeu a guarnição com muita satisfação. “Me sinto muito feliz, pois só de ver a felicidade do meu filho já me sinto grato por terem atendido esse pedido. Era um sonho dele, vive dizendo que vai ser Polícia”, contou.

A opinião dos integrantes da equipe de Força Tática sobre a visita foi unânime: “É muito gratificante poder realizar essas ações. Mesmo como tantas atribuições, nós nos esforçamos para atender esses tipos de pedidos, pois é bom ver como eles admiram nosso trabalho e querem estar próximos da Polícia” disse o sargento Bezerra.

O soldado Cardoso ressaltou que a filosofia de policiamento comunitário que se instala em todas as unidades da Polícia Militar. “A Polícia Militar, assim como os demais órgãos da segurança pública, não pode se afastar da comunidade, afinal somos parte dela. Apenas temos funções específicas para resguardá-la e gratificante perceber que somos exemplo para crianças” afirmou.

DEISY LAMAZON
FOTO: ASCOM/PMRR