Alunos do Colégio Militar Estadual são reconhecidos por bom desempenho

Os alunos do Colégio Militar Estadual Coronel Derly Luiz Vieira Borges se reuniram nesta quarta-feira, para a solenidade de entrega do Alamar do 2º bimestre. Ao todo, 62 estudantes dos ensinos Fundamental e Médio obtiveram os índices necessários para receber a honraria.

 

Além do alamar, outros 11 alunos que participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática também receberam certificados de menção honrosa e outros quatro, conquistaram medalhas de bronze na competição.

Pais, familiares e amigos dos estudantes acompanharam a solenidade, que é um reconhecimento ao bom desempenho dos alunos em sala de aula. O diretor do CME, tenente coronel Evandro Dias, destacou que mais que um reconhecimento, este é um momento importante para os estudantes, que se tornam ainda mais conscientes da sua cidadania.

“Nós estimulamos a formatura a cada bimestre para consagrar esses alunos que tiveram mérito mantendo seu rendimento escolar. Estamos contribuindo para a formação desses jovens cidadãos que serão nossos representantes na sociedade, em diversas profissões. Eles fizeram jus a essa honraria e para nós é uma honra reconhecer o esforço deles”, explicou Dias.

A concessão do alamar é apenas para os alunos que preenchem determinados requisitos por bimestre. Os estudantes precisam obter média geral no bimestre igual ou superior a 8,50, bem como, não ter nenhuma média em disciplina isolada inferior a 8,00, não podendo ter sido submetido à avaliação de recuperação em nenhum instrumento avaliativo e devendo estar no mínimo no comportamento ‘bom’.

Um desses alunos foi João Pedro Moura Gomes. Ele não escondeu o orgulho em ser o capitão e representante dos estudantes na formatura. “A gente sente que foi merecido, pois nos esforçamos diariamente. Eu me sinto muito feliz por esse reconhecimento. Mas essas honrarias são apenas consequências. O objetivo maior é ao estudo”, disse.

A aluna Joana Anícia, também estava feliz após receber o alamar. “É uma recompensa muito grande pelo nosso esforço nos estudos. Mas é preciso estudar bastante”. Ela falou do orgulho de estudar no CME. “Sinto muito orgulho. É uma escola muito respeitada e por onde a gente passa com esse uniforme, chama a atenção”, finalizou.

O subcomandante Geral da Polícia Militar de Roraima, coronel José Damasceno, destacou o papel do CME e das escolas militarizadas na formação de cidadãos conscientes. “Isso significa muito trabalho, dedicação e trabalho. A educação é tudo em nossa vida e a disciplina é imprescindível para o exercício da cidadania, para a formação de um cidadão mais consciente dos seus direitos. E foi muito importante a governadora Suely Campos levar essa educação para as escolas Elza Breves e Luiz Rittler de Lucena. Temos a certeza que os frutos desse trabalho serão colhidos em breve”, finalizou.

 

CME

Atualmente o Colégio Militar Estadual de Ensino Fundamental e Médio Cel PM Derly Luiz Vieira Borges atende 483 alunos dos Ensinos Fundamental e Médio. Criado em 2011, tem por finalidades a realização de atividades sócio-educativas que visam o crescimento intelectual e moral, além do desenvolvimento de valores culturais, sociais e de cidadania.

O Colégio Militar integra a estrutura organizacional da Polícia Militar do Estado de Roraima, e destina no máximo, 50% das vagas existentes para preenchimento por candidatos aprovados, de ambos os sexos, dependentes de militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Roraima, sendo as demais vagas para a comunidade e faz parte da rede estadual de ensino.