Sargento participa de curso de polícia comunitária

O 1º sargento da Polícia Militar de Roraima Aldrin Costa foi selecionado para participar do curso de capacitação em Polícia Comunitária, que será ministrado em Tóquio, no Japão, a partir do dia 21 de outubro. Através do treinamento, o policial trará experiências para aprimorar os projetos de policiamento comunitário já implantados em Roraima.


O curso é promovido através de um acordo de cooperação técnica entre a Senasp (Secretária Nacional de Segurança Pública) e a Jica (Agência de Cooperação Internacional do Japão). O treinamento terá duração de 15 dias, onde os participantes conhecerão mais da filosofia e do funcionamento dos kobans, bases fixas de policiamento comunitário no Japão.

“A PMRR já mantém três postos móveis de policiamento comunitário e em breve serão implantados mais cinco postos semelhantes. O sargento Aldrin Costa está sendo enviado ao Japão para observar o funcionamento e a operacionalização destas bases comunitárias, para que possamos trazer novos conhecimentos e ampliar o que já temos funcionando aqui em nosso Estado”, declarou o comandante da CIPCom (Companhia Independente de Policiamento Comunitário), major Miguel Arcanjo.

Para poder fazer o curso internacional, o sargento Aldrin Costa e mais cinco policiais da PMRR precisaram, primeiramente, fazer um curso de capacitação ministrado nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, que tinha como objetivo o nivelamento de conhecimentos acerca de polícia comunitária. Após esta etapa os participantes enviaram três projetos, que foram analisados e selecionados para a participação da etapa internacional.

O acordo de cooperação técnica com a Jica se estende até 2018. Até o final do acordo, mais dois policiais também terão a experiência de intercâmbio com a cultura nipônica de policiamento comunitário.

“Meu projeto trata sobre as unidades de policiamento comunitário de segurança em área urbana e rural, então pretendemos analisar a forma como a filosofia é aplicada no Japão e propor adaptações para a nossa realidade”, declarou o sargento.

Além da formação em policiamento comunitário e atuação na área, Aldrin já ministrou cursos de policiamento comunitário na reserva indígena Raposa Serra do Sol.